• Fabrizio Caldeira

STF definirá limites da coisa julgada em matéria tributária

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar em 15 de dezembro um dos mais relevantes temas tributários em pauta na Corte: os limites da coisa julgada em matéria tributária. Os magistrados vão decidir se um contribuinte que obteve uma decisão favorável nos tribunais para não pagar um tributo perde automaticamente o seu direito diante de uma nova decisão do STF que considere a cobrança constitucional.


O caso concreto diz respeito à Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e envolve, sobretudo, grandes empresas, de diversos setores, que obtiveram na Justiça o direito de não recolher esse tributo. Entre elas estão companhias como a mineradora Samarco e o Grupo Pão de Açúcar. A decisão pode refletir em casos como o do terço de férias e causar impacto bilionário para empresas.


O JOTA preparou um relatório especial sobre o julgamento e seus possíveis impactos. Baixe o material e fique por dentro de um dos mais relevantes temas tributários em pauta no STF!



Fonte: Jota