• Fabrizio Caldeira

Imposto de Renda: Receita abre nesta sexta-feira consultas a lote residual de restituições

A Receita Federal informou que abre nesta sexta-feira (22) as consultas a um lote residual de restituições do Imposto de Renda de Pessoa Física 2021, referente ao ano-base 2020, e também relativa a anos anteriores.


Os lotes residuais são os de contribuintes que caíram na malha fina do IR, mas depois regularizaram as pendências.


As consultas podem ser feitas:


na página da Receita na internet;

pelo aplicativo para tablets e smartphones.

Ao todo, 292.752 contribuintes receberão R$ 448 milhões em 29 de outubro, de acordo com a Receita.


Desses, R$ 169,234 milhões referem-se a contribuintes com prioridade no recebimento dos valores (idosos, pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e aqueles cuja maior fonte de renda seja o magistério).


Malha fina

Em setembro, a Receita Federal informou que quase 870 mil contribuintes caíram na malha fina do Imposto de Renda 2021.


A Receita informou os principais motivos de retenção na malha:


  • 41,4% - omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual (de titulares e dependentes declarados);

  • 30,9% - deduções da base de cálculo (principal motivo de dedução - despesas médicas);

  • 20,0% - divergências no valor de IRRF entre o que consta em Dirf e o que foi declarado pela pessoa física;

  • 7,7% motivados por deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados, e divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ou imposto complementar.


Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).


Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.


Veja o passo a passo do extrato do IR

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora.


Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.



Fonte: G1